Como sair do aluguel? 6 dicas imperdíveis para conseguir

Viver de aluguel é a realidade de muitos brasileiros e a opção por esse tipo de moradia pode ter vários motivos. No entanto, sabemos que o principal deles é a falta de recursos para adquirir o imóvel próprio. O aluguel nos lembra a todo momento de que pagar por um benefício momentâneo sem garantia futura é muito frustrante, além de que impossibilita personalizar o imóvel de acordo com nossas necessidades e gostos.

Deseja mudar essa situação sem enfrentar os temidos imprevistos financeiros? Confira as nossas 6 dicas de como sair do aluguel!

Pesquise conforme as necessidades

Como muitos, você pode até sonhar com uma casa na praia ou aquele apartamento perto do centro movimentado da cidade. Porém, a pesquisa do imóvel adequado deve ter como base outros fatores que, a longo prazo, podem se tornar mais importantes do que um desejo atual.

É preciso ter em mente que você está à procura do primeiro imóvel da sua vida, portanto, a procura precisa levar em conta necessidades específicas, como a possibilidade de constituir família. Nesse exemplo, a proximidade com boas creches e escolas é um item que deve aparecer nas suas pesquisas.

Comece a economizar

As opções de financiamento estão aí, mas é importante lembrar que quem tem dinheiro para uma boa entrada economiza mais. Não é nada vantajoso pagar mais do que o valor total do imóvel em juros e ainda comprometer a renda por anos seguidos.

Isso acontece muito e, na maioria das vezes, sem que as pessoas percebam, portanto, comece a economizar. Você não precisa esperar para pagar o imóvel à vista, mas tem totais condições de manter uma vida financeira tranquila se houver disciplina.

Avalie com pé no chão

Embora as propagandas de algumas imobiliárias sejam tentadoras, é preciso ter cuidado na hora de comparar os benefícios de cada imóvel. Muitas vezes, o local pode ser muito bom, mas o próprio empreendimento possui problemas que podem ser mascarados na hora da venda.

Por outro lado, o imóvel pode ser perfeito, mas e a localização? Será que é segura?

Tenha pé no chão e avalie com calma. Se possível, visite o imóvel e a região para ter segurança de que fez a escolha certa.

Considere os custos

Antes de financiar o imóvel da sua vida, é importante considerar todos os custos que estão relacionados à compra do mesmo. Tenha em mente que, além do valor da casa, você terá despesas com documentação, assistência de profissionais da área imobiliária, mobília nova, decoração ou mesmo uma possível reforma. Tendo esse conhecimento com antecedência, você consegue se planejar e simular gastos para conter as compras desnecessárias ou supérfluas.

Conheça os financiamentos

Na maioria das vezes, um imóvel é um bem conquistado para a vida toda e também um dos mais valiosos. Como o investimento não é pouco, contar com um financiamento apropriado para suas condições é fundamental.

As possibilidades são diversas, então vale a pena conhecer um pouco de cada uma para, depois, escolher a que mais se adéqua ao seu bolso. Entre os financiamentos imobiliários mais conhecidos, estão os bancários e os do programa Minha Casa Minha Vida.

Mantenha seu nome limpo

Não adianta garantir os recursos necessários para o financiamento se você ou outro membro do grupo possui o nome sujo nos serviços de proteção ao crédito. Confira essa situação antes de dar entrada em qualquer negócio, afinal, para garantir um investimento tranquilo e eficiente, é preciso manter o nome limpo e livre de qualquer tipo de pendência.

Já utiliza alguma estratégia para sair do aluguel? Deixe um comentário no post!

CTA_Compra-01

Deixe uma Resposta