A gestão das finanças pessoais é um assunto que sempre merece atenção, pois o detalhamento dos gastos possibilita identificar novas formas de economizar ou investir o dinheiro que entra todos os meses. Tão importante quanto isso é planejar o futuro do seu dinheiro para a realização de sonhos ou a quitação do financiamento de um imóvel. Se você já se decidiu pela compra da casa própria ou até mesmo já contratou um financiamento para o pagamento, saiba que existem formas de reduzir o valor das parcelas ao longo do tempo. Abaixo listamos algumas dessas oportunidades, veja qual é a que se encaixa à sua realidade e continue poupando.

Dê uma entrada maior

Especialistas recomendam que o dinheiro utilizado na entrada não seja proveniente de suas reservas financeiras para emergências. O ideal é que o montante seja poupado durante um tempo e quanto mais alto o valor, menores serão os juros de financiamento. A diferença entre uma entrada de 10% e uma de 50% do valor total pode chegar a R$ 100 mil, dependendo do caso. Portanto, avalie o cenário antes de comprar.

Conta salário

Optar por uma conta salário na instituição financeira em que o seu financiamento foi contratado também pode contribuir para a redução dos juros das parcelas. Isso ocorre porque há a possibilidade do desconto automático do valor das parcelas diretamente do seu salário, o que reduz o risco de não pagamento para o banco e abre uma porta para que você possa negociar.

Mantenha as contas em dia

Se estamos falando em economia, a palavra de ordem é: não atrase os pagamentos! Um esquecimento pode te custar juros sobre os juros que já são cobrados a cada parcela. Fique atento!

Investimentos inteligentes

Faça uma boa pesquisa sobre os tipos de investimentos disponíveis e aplique uma quantia para que renda com os juros maiores do que o do seu contrato de financiamento. Aqui a estratégia é esperar um tempo maior para que o dinheiro seja sacado após alguns anos de rendimento para pagar mais uma parte do financiamento.

Aumente a frequência do pagamento

Recebeu um dinheiro extra? Aproveite para adiantar o pagamento de uma parcela. Pode ser uma vez por ano ou a cada semestre, por exemplo. O importante é que quanto mais cedo você quitar as partes do financiamento, menos juros serão pagos. Esta dica também pode ser útil para te ajudar a pensar em formas de aumentar a sua renda familiar com criatividade, como transformar um hobby em fonte de renda ou até mesmo reajustar os gastos com os princípios da economia doméstica.

Pesquise sobre o tema

Normalmente, os financiamentos duram muitos anos e, por isso, o planejamento deve ser muito bem pensado, considerando uma diversidade de imprevistos que podem acontecer durante esse período. Portanto, nada melhor do que estar por dentro do assunto, entender melhor sobre os temas econômicos e como funciona cada forma de financiamento. Além de fazer a melhor escolha para a sua realidade, será mais fácil quitar a dívida sem problemas ao longo do caminho.

Gostou das ideias? Acompanhe nossa Página e fique por dentro de outros conteúdos!

 

Deixe uma Resposta