Realizar o sonho da casa própria é o principal motivo que leva grande parte das pessoas a adquirir um imóvel. Porém, atendida esta necessidade, há também quem reconheça no mercado imobiliário as oportunidades de investimento, inclusive pensando na renda que um imóvel alugado pode proporcionar.

Nesse caso, convém observar alguns detalhes, que são muito úteis para quem pretende investir em imóveis. Confira neste post tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Locação é um mercado permanente

Se por um lado existem as pessoas que realizam o sonho da casa própria, por outro existem aquelas que não dispõem de dinheiro para comprar um imóvel e que dependem do aluguel para garantir a moradia.

Aliás, de acordo com as informações da Fundação João Pinheiro, que consideram dados de 2014, mais de 5 milhões de famílias brasileiras não têm um imóvel para morar, o que significa que a maioria delas precisa recorrer à locação para atender a essa necessidade.

Some a essa demanda àquela que existe sobre outros tipos de imóveis que são procurados por empresas e instituições e teremos um imenso mercado de locação, que é permanente e que é buscado por investidores de todos os portes.

A importância da segurança patrimonial

Um dos principais motivos que levam as pessoas a investirem em imóveis está no fato deles representarem um patrimônio sólido, que dá estabilidade e rentabilidade a quem investe.

Afinal, diferentemente do que acontece com os chamados “bens de consumo” — como os carros e eletrodomésticos, por exemplo — que desvalorizam rapidamente, em prazo maior ou menor e em condições normais, um imóvel sempre tende a valorizar.

Além disso, há sempre alguém disposto a comprá-lo, seja para uso próprio, seja para investir, o que significa que ele também tem liquidez no mercado, mesmo que leve algum tempo para essa liquidez surgir.

Também é preciso considerar que a propriedade sobre um imóvel é algo que pode ser garantido de maneira muito mais consistente do que seria sobre um bem de consumo.

Ninguém pode levar um imóvel do lugar, como pode ser feito com um carro ou um eletrodoméstico, por exemplo. Tudo isso faz com que o investimento em imóveis dê segurança ao patrimônio que é formado por eles.

Baixo risco de investimento

De fato, se você fizer um comparativo simples do retorno que outros investimentos oferecem, certamente encontrará rentabilidades mais interessantes do que aquelas que os aluguéis são capazes de oferecer.

Porém, existe uma regra de mercado que também deve ser considerada, que é aquela que diz que quanto maior for o risco de um investimento, maior será a rentabilidade que ele oferece.

Por exemplo, o mercado de ações às vezes é bastante rentável, uma vez que há pessoas que investem em empresas que podem apresentar bons lucros e boa valorização. Por outro lado, quem investe em uma empresa que dá prejuízo ou que, por qualquer motivo, se desvaloriza nas bolsas, com certeza perde dinheiro.

Então, essa variação entre a possibilidade de boa rentabilidade e a de perder dinheiro é o risco que existe no mercado de ações, que é bem alto.

Mesmo que um imóvel alugado não apresente tanta rentabilidade quanto outros investimentos, é preciso levar em conta que ele também não apresenta riscos. Por isso, o mercado imobiliário costuma ser um porto seguro para investidores.

Preços em baixa

Por causa de tudo o que está acontecendo com a economia brasileira, os preços dos imóveis sofreram uma redução considerável nos últimos tempos. Assim, atualmente é possível encontrar excelentes oportunidades de negócio, o que torna o mercado imobiliário ainda mais atrativo no momento.

Perspectiva de valorização

Contudo, felizmente, a economia brasileira é muito forte. Portanto, logo haverá uma recuperação que, aliás, já começa a se anunciar. Com isso, é claro, os imóveis voltarão aos patamares de preços que existiam antes da crise, com a possibilidade até de atingirem níveis superiores.

Em outras palavras, podemos dizer que quem comprar um imóvel agora pensando em investimento, além do valor do aluguel, também ganhará com a valorização.

A liquidez não é imediata

Ainda que um imóvel sempre apresente liquidez no mercado, é preciso considerar que ela não é imediata. Ou seja, quem tem preferência por ter o dinheiro sempre em mãos ou quem, de uma hora para a outra, precisa de uma grande soma e não tem uma reserva que possa utilizar imediatamente, terá que recorrer a outras fontes de recursos, até que consiga vender o imóvel.

Leve em consideração que o investimento no mercado imobiliário não é a melhor escolha para quem precisa ou gosta de mudar a posição do dinheiro o tempo todo. Na maioria das vezes, entre ser ofertado, encontrar um comprador e concretizar o negócio, a venda de um imóvel exige um tempo considerável.

É preciso administrar

Quem deseja investir em imóveis para locação deve pensar também na administração do patrimônio, que precisa ser feita com muito critério. Essa tarefa deve ser bem cuidada, a fim de evitar dores de cabeça com danos ao imóvel e com atrasos no pagamento dos aluguéis.

É preciso ter em mente que um bom inquilino é tudo o que um proprietário de imóvel para locação pode desejar. Pagando os aluguéis em dia e preservando o patrimônio, essa pessoa garantirá a tranquilidade da relação que deve existir entre locador e locatário.

Mas também é preciso pensar que existem os maus pagadores e aquelas pessoas que usam o imóvel sem qualquer cuidado, podendo causar danos a ele.

Para evitar situações como essa, é preciso fazer um bom contrato, que preveja todas as situações negativas. Mais do que isso, é necessário bastante cuidado na hora de selecionar os inquilinos.

Geralmente, entregar a administração do imóvel para uma imobiliária especializada e bem-conceituada é uma boa solução.

O melhor retorno

Por fim, leve em consideração o seu perfil de investimento a fim de buscar imóveis que mais se adequem a ele e que permitam a melhor rentabilidade. De nada adianta fazer um grande esforço para comprar um imóvel que esteja acima do seu orçamento e depois não ter uma rentabilidade adequada.

Às vezes é mais compensador investir em imóveis mais baratos, que sejam mais fáceis de alugar, do que em imóveis caros, que têm uma procura menor. Porém, é preciso atenção: imóveis com preço baixo, mas que pedem reformas ou que não têm localização que apresente boa procura também não são boas pedidas.

Em qualquer caso, é preciso ter em mente as características do imóvel, buscando aquelas que são mais procuradas no mercado e que, por isso mesmo, encontram inquilinos com maior facilidade e alcançam melhores preços.

Por exemplo, apartamentos menores, com valores de aluguéis mais baixos, com boa localização, configuram um tipo de imóvel muito procurado por casais jovens, que estão começando a vida, o que torna o aluguel mais fácil.

Portanto, é importante fazer uma boa pesquisa e ter a certeza de que o seu dinheiro está sendo aplicado no melhor investimento.

Agora que você já tem uma boa visão sobre o que representa investir em imóveis, que tal compartilhar estas informações com os amigos em suas redes sociais?

Deixe uma Resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.