O momento é dos mais especiais e povoa o sonho da maioria dos casais: a celebração da desejada união ao lado das pessoas mais queridas em uma festa repleta de comida de primeira, bebida à vontade e boa música. No entanto, para que o casamento fique na sua memória apenas pelos bons motivos e não pelo rombo na conta bancária ou pela longevidade das dívidas conquistadas, é preciso cuidado.

Organizar um casamento tem se tornado cada vez mais caro. O mercado se expandiu para oferecer da mais básica recepção a festas de luxo com direito a excentricidades caras como a locação de um castelo medieval para servir de palco para a união. Nesse mundo de sonhos, muitos casais se encantam e esquecem que o conto de fadas pode ter um preço salgado.

Para não se perder na hora de preparar a sua festa e ter certeza de que tudo sairá como o desejado, preste atenção nessas valiosas dicas sobre como organizar um casamento:

1. Estabeleça um teto realista para os seus gastos

Quanto você economizou e pode gastar nesse momento? Tenha certeza do que é viável financeiramente para você e seu par e apenas depois de ter uma noção clara de quanto estão dispostos a pagar, comece a montar a celebração. Não cometa loucuras, elas dificilmente valerão à pena.

2. Pesquise e pechinche

Faça uma boa pesquisa sobre os fornecedores no mercado. Há uma grande gama de concorrentes desde os empresários de arranjos florais até as doceiras que farão os bem-casados. Verifique qualidade e média de preço e aí vá a campo negociar. Embora a crise econômica possa ter achatado ainda mais seu orçamento, não se preocupe. Você tem grandes chances de conseguir descontos com os fornecedores que também viram reduzidas suas oportunidades de negócio.

3. Estabeleça prioridades

O que é fundamental para fazê-la feliz e o que é dispensável na sua festa? Faça uma lista do que você realmente precisa. Seu casamento realmente deve ter uma banda contratada ou um DJ com um bom setlist já será suficiente? Lembre-se, seus recursos são limitados e coisas bacanas necessariamente ficarão de fora.

4. Prefira investir no que você lembrará

O casamento nada mais é do que a compra de uma memória afetiva, de emoções e de felicidade. Portanto, faz mais sentido investir em promover momentos marcantes do que esbanjar em luxo.

Se você tem apego à trajetória do casal é interessante, por exemplo, optar por boas retrospectivas em vez de pagar caro no chinelo dado às convidadas. Ou se o casal tem uma comida preferida, ela deve estar na mesa, mas doces finos podem ser dispensados.

5. Saiba montar a lista de convidados

Lembre-se: o casamento é o seu momento de estar ao lado de suas pessoas mais queridas, não de fazer média com o chefe e colegas de trabalho ou social com conhecidos. Por isso, não tenha medo. Restrinja o número de convidados àquelas pessoas que você realmente quer ver no casamento.

6. Seja criativo

Elementos que tenham significado para os noivos normalmente tornam a festa mais intimista e aconchegante para o casal e para seus convidados. Opte por ideias e objetos mais simples e que tenham conexão com a história de vocês.

E não tenha medo de colocar a mão na massa em alguns casos. As lembrancinhas, por exemplo, servem para que os convidados se sintam queridos e recordem do momento. Em vez de apostar em opções caras, porque não fazer você mesma a lembrança do evento? Um pequeno vasinho de planta, por exemplo, pode substituir com muita classe um caro enfeite de porcelana ou o impessoal ímã de geladeira.

7. Preste muita atenção aos itens mais caros

A decoração do local e a alimentação costumam ser os itens mais caros na contratação de uma festa de casamento. No caso da decoração, tenha sempre em mente que menos é mais. Assim, você evita o risco de escolher algo cafona e, melhor ainda, economiza. Na decoração também busque sempre conexões com a história do casal. E lembre-se, se você for casar na praia, por exemplo, não faz sentido optar por enfeites metálicos, luxuosos, chamativos.

Quanto à alimentação, as opções vão variar de acordo com o horário do seu casamento. Se optar por oferecer um buffet completo, seja de almoço ou de jantar, busque um cardápio saboroso, mas simples, que não inclua artigos mais caros como frutos do mar.

Pergunte-se sempre se você realmente precisa de cinco opções de entrada ou se aquele lanchinho do meio da madrugada será mesmo necessário. E na hora de estabelecer quantidades, considere sempre que cerca de 20% dos convidados faltarão ao evento. Isso ajuda a reduzir desperdícios. Ao somar os gastos da festa, você verá que essas coisas pesam no bolso.

8. Divirta-se ao criar o site e o convite de casamento

A internet dispõe de uma série de plataformas para que você mesma monte o seu site de casamento. A ideia é preparar o espírito dos convidados e dos noivos para a celebração. E o custo de fazê-lo é praticamente zero.

Lógica parecida serve para o convite. Se o seu estilo não é esse, dispense fios dourados e letras rococó. O convite transmitirá os seus sentimentos sobre o evento, abuse da chance de imprimir nele a sua marca. E, se você se sentir à vontade, faça você mesma.

9. Mantenha-se firme em seu planejamento

Siga o roteiro planejado e procure não tomar decisões impulsivas na hora de definir os detalhes da festa. Peça sempre um tempo ao fornecedor para tomar a decisão e discuta cada gasto com seu companheiro. Assim, é quase certo que você não se arrependerá ao acender das luzes da festa

Se você seguir todas essas dicas de como organizar seu casamento, tenha certeza que no dia da festa sua única preocupação será a de curtir o momento. Não esqueça de fazer tudo com prazo, a correria sempre custa mais caro.

Tem achado fácil organizar um casamento? Conte-nos a sua experiência. E, se você já casou mas ainda está em busca da sua casa, não deixe de conferir essas dicas sobre como escolher o melhor imóvel para os recém-casados.

Deixe uma Resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.